Alimentação saudável e exercícios físicos no combate ao colesterol alto!

Conheça Alimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol Alto e como a alimentação saudável pode auxiliar! O colesterol é uma gordura presente nas células que é imprescindível para a formação das membranas das nossas células, para a síntese de hormônios (como a testosterona, o estrogênio), a produção da bile, a digestão de alimentos gordurosos, a metabolização de algumas vitaminas, entre outros. Ou seja, ele é indispensável para o bom funcionamento do organismo.

Mas todos sabemos que ter os níveis de colesterol total alto no sangue aumenta o risco de doenças cardiovasculares, por isso é importante que seus valores estejam equilibrados, o que é conseguido com alimentação saudável pobre em gorduras saturadas e com a prática regular de exercícios físicos. Saiba mais lendo o artigo Alimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol Alto!

Conheça Alimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol AltoAlimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol Alto

Conheça Alimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol Alto

Vamos conhecer melhor cada designação do colesterol
  • O colesterol HDL é chamado de colesterol bom. Ele atua impedindo o depósito de gordura nas artérias e, por isso, deve ser encontrado em boas concentrações no organismo.
  • Para aumentar os níveis de colesterol HDL no organismo, deve-se manter no peso ideal, adotar uma alimentação saudável pobre em gorduras saturadas e praticar exercícios físicos com regularidade. O ideal é manter o colesterol HDL sempre acima de 40mg/dl.
  • O colesterol LDL é o colesterol mau, por isso o ideal é mantê-lo abaixo 100 mg/dl. Quando esse está alto, gera deposição de gordura nas paredes das artérias, formando placas de gordura que com o tempo podem dificultar a passagem do sangue e levar a um ataque cardíaco ou AVC, por exemplo.
  • Para diminuir o colesterol LDL no sangue, deve-se seguir uma dieta pobre em açúcar e em gordura e praticar alguma atividade física pelo menos 3 vezes por semana.
  • O colesterol total é a soma de todos eles. Ter o colesterol total alto representa um risco elevado de doenças cardiovasculares e por isso seus valores não devem ultrapassar os 200mg/dl (dependendo da faixa etária).
  • O colesterol total acima de 200 ainda não é muito preocupante, mas é imprescindível iniciar uma alimentação saudável, diminuir a ingestão de alimentos ricos em gordura saturada e praticar exercícios regularmente.
Algumas dicas dos alimentos que auxiliam na redução do colesterol alto
Alho e cebola
  • O consumo diário de comida temperada com alho e cebola auxilia a diminuir o colesterol LDL “o mau” em até 40%.
  • Deve-se isso a que o alho e a cebola possuem alicina, que ingerida diariamente auxilia na manutenção de taxas saudáveis de colesterol no sangue.
Antioxidantes e flavonoides
  • Na quantidade adequada, o chocolate amargo, com alto teor de cacau, as uvas, o açaí, as cebolas, os tomates, entre outros devem fazer parte da sua dieta, pois são ricos em flavonoides, substâncias antioxidantes consideradas protetores cardiovasculares, elas evitam que o LDL colesterol oxide.
  • Estudos recentes tem demonstrado que o consumo diário de flavonoides ideal é 31 mg de flavonoides por dia.
Azeite
  • O consumo de azeite está associado a baixos níveis de colesterol LDL “o mau”, pois o azeite é fonte de gorduras insaturadas, entre elas o ácido oleico, ou ômega-9, substância que diminui o colesterol LDL “o mau”, além de ser fonte de antioxidantes, como a vitamina E.
  • É recomendado consumir até 30 gramas ou 2 colheres de sopa durante o dia.
Fibras
  • Segundo estudos a ingestão de fibras alimentares diminui o risco de doenças cardiovasculares. As fibras, principalmente as insolúveis, diminuem a absorção de gorduras pelo organismo, reduzindo o nível de LDL.
  • Alimentos ricos em fibras: a aveia, o feijão, o grão-de-bico, a lentilha, frutas, verduras, legumes, etc. A recomendação é o consumo diário de 25 gramas.
Oleaginosas
  • Nozes e castanhas apresentam grande quantidade de antioxidantes e também a arginina, que atua como importante vasodilatador, contribuindo para a redução do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Também contém boas quantidades de ácidos graxos insaturados, importantes para o controle do colesterol.
  • Quanto a calorias a mais leve é a castanha de caju, a seguir o amendoim, a amêndoa, a avelã, as nozes, a castanha do Pará e por último, a macadâmia. Recomendam consumir de 20 a 30 gramas por dia.
Ômega 3 e ômega 6
  • Ômega 3 e ômega 6 são dois tipos de gorduras poli-insaturadas conhecidas como gorduras ‘boas’ ou ‘essenciais’ para a saúde.
  • O ômega 3 é encontrado é um ácido graxo essencial presente em óleos vegetais tais como óleo de canola e óleo de linhaça e também em peixes oleosos tais como salmão, cavala e arenque. Os dois tipos de ômega 3 trabalham de jeitos diferentes para cuidar do seu coração.
  • O ômega 6 é outro tipo de gordura essencial e pode ser encontrado em oleaginosas e óleos vegetais.
  • Os ômegas 3 e ômegas 6 ajudam a manter os níveis de colesterol adequados, contribuindo para a saúde do coração.

Pronto, imagino que já saiba um pouco mais sobre colesterol e como evitá-lo. Quando for fazer suas compras, opte por alimentos que ajudem a diminuir o colesterol “mau” e prefira os que aumentam o colesterol “bom“. Além de você agora pensar  duas vezes antes de faltar à atividade física. Seu corpo agradece!
Se ainda tiver dúvidas, procure o seu médico e não se esqueça de realizar o check-up periódico.

Conheça Alimentos que Auxiliam na Redução do Colesterol Alto

Guloso & Saudável

Salvar

10 COMENTÁRIOS

  1. Olá amiga Vânia.
    Saudades….Adoooroooo vir aqui neste cantinho,pois sei que vou sair mais culta e consciente da importância da boa alimentação. Estou fazendo uma reeducação alimentar com uma nutricionista e estou amando,mais do que perder peso é saber o que comer, a perda de peso vem naturalmente.
    Obrigada por estar sempre nos ensinando e alertando do que é bom para a nossa saúde.
    Beijinhos

  2. Vânia querida mais um excelente post, ainda bem que a maioria dos alimentos aqui mencionados eu utilizo na minha cozinha. Adoro seus artigos. Beijinhos. Obrigada por compartilhar conosco.

  3. Essa dica vai pra mamãe, vou mostrar pra ela!
    Mãe come doce e não come nada de gorduroso, mas ao invés de diabetes tem é colesterol, vai entender!
    Beijos

  4. Oi Vânia! Que postagem esclarecedora. Eu e o esposo estamos com colesterol alto. Mais por falta de atividade física. Não somos obesos, nem sedentários. Neste semestre estou estudando e não há tempo para a atividade. No caso dele é a agenda diversificada. Mas colocamos como meta iniciar no ano que vem uma atividade física regular. Quanto à alimentação, usufruimos de tudo isso da postagem: azeite, alho, cebola, tomate… Evitamos ao máximo as frituras, industrializados, doces, etc… Grande beijo e bom fim de semana! Paula

  5. Parabéns pelo post. Vai auxiliar muitas pessoas. Se a gente tivesse a verdadeira noção do que uma boa alimentação pode fazer, certamente mudaríamos alguns hábitos. Abs.

  6. Vânia,

    Nunca é demais lembrar as pessoas deste tipo de situação que infelizmente afecta tanta gente !
    Informações super úteis e muito didácticas que sempre aqui encontro ! 🙂

    Beijinhos **

  7. Olá Vânia!
    Vou partilhar estes conhecimentos para me ajudar, o meu HDL está sempre alto, mas agora LDL subiu um pouco, também devido a ter estado muito inactiva após a queda, porque a minha alimentação é muito cuidada. Obrigada por estas partilhas.
    Beijinhos.

Deixe uma resposta