Não sei se vocês estão a acompanhar a notícia que está a circular nos últimos dias e que me animou muito. O Governador do Distrito Federal assim como já aconteceu em São Paulo em 2009 sancionou uma lei que proíbe a venda, no geral, de produtos industrializados em escolas.

Ou seja, não poderão fornecer: balas, pirulitos, chicletes, biscoitos recheados, refrigerantes, sucos artificiais, salgadinhos industrializados, frituras, pipoca industrializada, bebidas alcoólicas e alimentos industrializados em cantinas de escolas da rede pública e privada do Distrito Federal!

O Senado também aprovou na última semana uma lei que proíbe a venda de bebidas de baixo teor nutricional e alimentos que têm quantidades elevadas de açúcar, gordura ou Sódio nas cantinas das escolas de educação básica no País. A medida ainda precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados e sancionada pela Presidência para passar a valer.

Receita de Cookie de Banana com AveiaPrefira levar de casa Cookies de Banana com Aveia

Você concorda? O que tem a dizer?

Na minha opinião, se os próprios pais ensinassem as crianças a optarem por ter uma alimentação saudável, não seria seria necessária essa lei. Mas enquanto isso não acontece, aqui está uma lei que talvez possa trazer uma boa contribuição para melhorar os hábitos alimentares ao menos de algumas cidades do nosso país.

As escolas e cantinas terão 180 dias para se adequarem à lei. A punição para os estabelecimentos que não obedecerem à norma será determinada em 60 dias, quando a lei for regulamentada.

De acordo com a lei publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (21), não poderão ser vendidos aos alunos alimentos industrializados cujo percentual de calorias provenientes de gordura saturada ultrapassem 10% das calorias totais.

O projeto aprovado determina que as cantinas escolares ofereçam para consumo, diariamente, pelo menos uma variedade de fruta da estação, inteira, em pedaços ou na forma de suco. Os sucos e as bebidas lácteas não deverão necessariamente ser adoçados com açúcar, mas continuam sendo uma opção.

A lei determina ainda que as escolas afixem cartazes e material pedagógico sobre como fazer refeições balanceadas e ter hábitos saudáveis, além de oferecer orientações sobre o preparo e o consumo de frutas e hortaliças.

O intuito da lei é tentar reduzir o número crescente de crianças acima do peso e obesas no Brasil e emplacar uma dieta mais saudável desde cedo, o que contribuirá para diminuir problemas como níveis elevados de colesterol e de pressão arterial, que vêm aparecendo cada vez mais cedo na nossa juventude.

A questão está nos hábitos de vida, que parecem ter se transformado de forma mais aguda nas últimas décadas. Os jovens estão mais sedentários, fazem menos atividades físicas com regularidade e passam muito mais tempo na frente de TVs e computadores.

Além disso, o maior poder aquisitivo das famílias não veio junto com uma educação alimentar satisfatória da população. Faltou explicar em campanhas e nas escolas públicas o que pode fazer bem e o que certamente faz mal ao peso e à saúde.

Assim, mudar os alimentos nas cantinas é um bom começo mas, sem interferir no que a família está comendo é uma forma de reeducação alimentar, existe a necessidade de implantar a cultura da boa alimentação, para não correr o risco de que as crianças levem de casa os salgadinhos e doces ou passem a comprar esses alimentos de lanchonetes na porta ou proximidades da escola, o que não resolve o problema nem da obesidade, nem da qualidade alimentar da população.

Lei Sancionada Proíbe Venda de Alimentos Calóricos em Escolas

Guloso e Saudável

14 COMENTÁRIOS

  1. Uma ótima notícia Vânia, acho válida a lei, principalmente porque, mesmo quando as crianças são bem orientadas em casa, o apelo ao consumo, através de publicidade das grandes indústrias de alimentos acaba influenciando. Nesse fim de semana assisti a um documentário muito interessante e relevante, sobre o problema da obesidade infantil e você pode fazer o download gratuitamente diretamente do site : http://www.muitoalemdopeso.com.br.
    Muito bom, acho que você vai gostar.

    Beijinhos e uma ótima semana !!

  2. Vânia querida,
    o melhor de tudo isso que os pais tbm vão ficar por dentro e as crianças vão poder ensiná-los a ter uma alimentação balanceada, espero que essa lei continue e funcione.
    Parabéns pela postagem, ficou rica e esclarecedora!

    Bjs, ótima semana!

  3. Vânia querida, como sempre excelente post, concordo muito com essa nova lei,acho importantíssimo que os pais entendam também que embora essa lei seja usada pelas escolas, tem que ter continuidade dentro de casa, e ensinando assim as crianças a entender e dar valor a uma alimentação mais saudável. Ótimo post. Beijinhos amiga, ótima semana

  4. Oi Vânia eu concordo plenamente, mudar o hábito é na escola é em casa é em todos os lugares, as vezes tb ospais podem ensinar em casa, mas os filhos fugirem a regra na escola, por isso sou super a favor.

    bjs

    Gélia

  5. Vânia é mesmo uma ótima notícia!!

    Estudei em uma escola em que não só a alimentação era toda vegetariana, mas havia toda uma filosofia entorno dos alimentos. Desde a alfabetização já aprendíamos a consumir e escolher alimentos mais saudáveis.
    Levando para a escola também o processo de conscientização da importância de ter uma educação alimentar.

    A Segurança Alimentar e Nutricional infelizmente ainda é um assunto banalizado e deixado de lado por uma grande parcela da sociedade, talvez por desconhecimento da amplitude do debate ou importância que o assunto possuí.
    Mesmo pelo próprio processo histórico, ela ainda é uma política pública nova. Embora tenhamos algumas figuras como Betinho, que já veio de longa data ressaltando a importância do assunto.

    Mas já é ótimo saber que em alguns Estados está sendo investido neste sentido, e como vem recebendo atenção enquanto política social.

    Seria interessante a preocupação ir além da cantina, levando também, a prática do preparo e reaproveitamento dos alimentos, para o núcleo de atividades escolares.

    Beijos

  6. Oi, Vânia!
    Acho uma excelente noticia! Uma alimentação saudável é tão importante e assim fica mais fácil de habituar as crianças!
    beijinhos

  7. Oi Vania

    Na minha escola ja ha 2 anos letivos que tem essa lei ativa, mesmo nos pais quando mandamos lanche para a escola temos de ter o cuidado de nao mandar doces e sim comida saudavel… Afinal nao custa se em casa temos esse tipo de cuidados nao os fazer prevalecer num local que é do dominio publico… acho perfeito que isso aconteça!!!

    Sempre posts informativos maravilhosos!!!

    Beijocas

    Margarida

  8. Fantásticas notícias Vânia,
    Por aqui é que deviam aprovar essa lei, pois é incrível a quantidade de porcaria que vendem aos miúdos!!
    Beijinhos,
    Lia.

  9. Adorei essa lei, Vânia, afinal o que se aprende a comer em criança é a saúde de amanhã. Já estava na hora dessa proibição!
    Além do mais, feito em casa tem muito mais sabor, é mais gostoso, basta ver esses cookies de banana com aveia.
    Excelente post.
    Beijinhos

  10. Gente,

    Essa é uma excelente notícia. Infelizmente a coisa tem de ser na base da pressão! Infelizmente mesmo. As crianças não têm culpa alguma! Os pais são “liberais” demais. Já vi história de bebê de seis meses que já “experimentou” doce. Que barbaridade!

    O que a maioria de nós faz é passar para frente os excessos. Resultado? Um bando de crianças “gordinhas”. Gordinhas, não! Obesas, preguiçosas e que ainda por cima correm o risco do agora famoso bullying.

    Fiquei impressionado outro dia quando vi um programa brasileiro sobre alimentação infantil. As crianças não sabem o que é uma mexerica!!! Você que está lendo isso, que conhece a bergamota ou a tangerina acredita nisso? É verdade. Criança fazendo vômito ao comer um tomate cereja! Isso não é invenção minha! Acontece! Eu acho impressionante.

    Se a gente aprende a comer saudável, não porque é saudável, mas porque é bom! É gostoso! Aprende também a “sair da regra”. A poder comer QUANDO QUISER um sanduíche fast-food, um torresminho delicioso, uma mandioca fritinha ou até os molhos com bastaaaante sódio.

    É tão simples e tão gostoso, gente! Salvem seus filhos! Nosso futuro! Aqueles que vão estar na liderança amanhã.

  11. minha neta tem uma alimentação prá lá de saudável, mudou de escola e descobriu guloseimas fora de hora…balas e chicletes que nem podem ser consumidas na escola…pq vender então? não entendo!

Deixe uma resposta