Aproveitando a deixa do ditado “a pressa é inimiga da perfeição“!

Assim poderíamos pensar que os famosos fast food não poderiam ser uma boa coisa. Que não podem ser considerados amigos da nossa saúde, isso todos já estão cansados de saber, pois motivos para evitá-los é que não falta.

Afinal, em geral, esses alimentos não fornecem grandes valias nutricionais para nossa dieta. Um dos motivos de considerá-los de tal forma seria o fato de haver uma insuficiência de vitaminas do complexo B, ômega-3 e de nutrientes do azeite de oliva que são inexistentes no fast food. Esses nutrientes estão associados a redução da tendência à depressão.

Consumidores de Fast Food têm Maior Tendência à Depressão

A mais recente novidade que fiquei sabendo em relação aos riscos que o fast food pode trazer para a saúde foram as pesquisas realizadas pela University of Navarra e pela University of La Palmas, na Espanha, e publicadas no periódico Puclic Health Nutrition que apontaram que o consumo frequente de fast food pode acarretar males à saúde mental das pessoas.

Na pesquisa, observou-se uma relação entre o fast food e a tendência à depressão. Entre os quase nove mil (8.964) participantes entrevistados  que nunca haviam sido diagnosticados com depressão e nem nunca tinham sequer haviam tomado antidepressivos, 493 foram diagnosticados com depressão ou começaram a tomar esse tipo de medicamento após esse período.

Resultados apontaram que o consumo de alimentos com alto teor de gordura pode aumentar em até 51% o risco de se desenvolver depressão. Ou seja, em outras palavras, quantos mais fast food você consumir, mais riscos se tem de ter depressão. Foi observado que geralmente pessoas que consomem esse tipo de alimento são sedentárias, solteiras, consomem poucas frutas e vegetais, fumam e trabalham exageradamente. Ou seja, possuem um mau estilo de vida.

Apesar de ainda ser necessário um maior aprofundamento das pesquisas, mas desde já essa pesquisa nos mostra mais um motivo para nos afastarmos ao máximo desse tipo de alimento. Precisa de uma forcinha? Que tal dar uma olhada no documentário chamado Super Size me? Acho bem interessante. Quem aqui já conseguiu dar adeus ao fast food?

Outros artigos que podem interessarTipos de Gorduras e os Efeitos sobre o Organismo, 10 segredos para cozinhar de forma saudável, Conheça 5 Receitas Fáceis e Saudáveis de Sanduíches.

Consumidores de Fast Food têm Maior Tendência à Depressão

Guloso & Saudável

Foto por: Hair Squared

19 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Vania!!! eu dei um fora sim, nao gosto de fast food… quando os filhotes querem por exemplo macdonalds eu faço em casa, com ingredientes caseiros, e nao deixo eles comerem lá, quando saimos prefiro ir comer num restaurante ou levar comida de casa e fazer um piquenique!!!

    Muito bom seu post… Vou mostrar para eles lerem e darem valor ao que eu lhes digo!!!

    Beijocas

    • Margarida,
      é maravilhoso você educar desde de pequenos seus filhos a não gostar de fast food, é assim que deve ser feito! E piqueniques? Simplesmente adoro! Aposto que seus filhos devem gostar bastante também!

      Beijos,
      Vânia.

  2. Vânia
    que boa publicação…não sabia que chegava a tanto.
    Mais um motivo para cozinhar com produtos frescos. Além de ter prazer em fazer, nos alimentamos melhor!
    Beijos

  3. Olá Vania,

    Nunca fui adepta desse tipo de comidas e o meu marido nunca entrou em nenhum restaurante de fast food.
    O meu filho vai fazer 4 anos e o ano passado foi convidado para uma festa de anos no mac donalds, eu disse logo à minha amiga que iamos mas para ela não pagar nada para ele que ele não come nada dessas coisas e foi verdade. O Tiago com 3 anos, olhava para os outros meninos e só dizia que aquela comida fazia mal aos dentes, fartamo-nos de rir porque não fomos nós que ensinámos, mas tambem nunca o levámos aquele tipo de restaurantes.

    beijinhos

    • Ana,
      que lindo o seu filho ensinando aos amiguinhos a não comer fast food! Isso se deve graças a você e seu marido ter o ensinado desde cedo que esses alimento fazem mal. E que grande recompensa ver isso, não é mesmo?

      Beijos,
      Vânia

  4. VÂNIA,
    ALÉM DA DEPRESSÃO VEM A OBESIDADE E OUTRAS DOENÇAS.
    PARABÉNS POR MAIS ESTE POST MARAVILHOSO E ESCLARECEDOR!

    BEIJINHOS E TENHA UM ÓTIMO DIA!
    ANDRÉA ♥

  5. Olá Vânia!
    Interessante o artigo, mas me deixou com um pensamento: será que também não poderíamos falar o “inverso”, digo, que o consumo de fast food é proporcional à depressão?
    Digo, quem sofre de depressão pode ser mais propenso a buscar por comidas não saudáveis (já é conhecido que altas quantidades de carboidrato e gordura agem como estimulantes da produção de neurotransmissores relacionados à alegria).
    Será?

    • Guilherme,

      Acredito que sim, Guilherme. Muitas pessoas que já possuem esse transtorno buscam alimentos ricos em gorduras, carboidratos e comidas doces – todos produzem serotonina (dando a sensação de prazer). Mas, sem dúvidas, muito bem apontado o seu comentário!

      Beijos,
      Vânia.

  6. oi meu anjo tudo bem?? então eu gosto não vou negar ..mas não é sempre de vez e nunca kkkk prefiro comidinha caseira mesmo ..mas de vez em quando não faz mal…né bjão o proble,ma é comer tdos os dias

  7. Vânia querida, não vou negar que já gostei muito de fast food a muito tempo atrás, eu trabalhava em um banco e ao invés de almoçar a comida oferecida pelo banco, eu preferia ir ao lado que era uma rede fast food, mas com o tempo, percebi que aqueles lanches começaram a me fazer mal, ao organismo e ao bolso. Larguei de vez e nunca mais fui em nenhum. Hoje, prefiro fazer em casa, quando faço, mas dou preferência mesmo a um gostoso lanche com salada, peito de peru e ricota,e vamos dizer que o peso acompanha a idade, se relaxar, é um problemão. Adorei o texto,super informativo. Beijinhos

    • Josy,

      E sem contar que antigamente nós não tínhamos tanta informação dos males que o fast food poderia acarretar na nossa saúde, mas agora que nós temos acesso a essas informações acredito que devemos riscá-lo da nossa dieta. Além de que temos tantas opções de comidas saudáveis e saborosas, então não tem o porque de não fazê-lo, não é mesmo?

      Beijos,
      Vânia.

  8. Olá Vania !
    Muito bom este post, é uma questão muito importante.
    Cá em casa tb. não comemos este tipo de comida, comemos hamburguer mas feito por mim. é muito mau habiuarmos as crianças a comer essa comida de “plástico”.
    Um beijinho.

  9. Vânia, eu como fast food duas vezes ao ano, acredita? Meu marido faz de tudo para que eu resista à tentação. Beijos

  10. Oi:)

    Felizmente não sou adepta do fast-food. Meu filhote come de longe a longe quando vai ao cinema com os amigos que normalmente são duas vezes por ano. Connosco os restaurantes de fast-food iam todos à falência:)

    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos

Deixe o seu comentário!