Alimentação é Saúde!

3

Uma alimentação correta e balanceada é essencial para uma vida saudável, tanto em situações especiais, como em sobrecarga profissional (trabalho excessivo), em situações de intensa atividade física (atletas em treinamento ou em período de competição) ou simplesmente em determinado período de nossa vida (fase de crescimento, de gestação ou durante o avançar da idade). Devemos então nos alimentar de acordo com a necessidade de cada período ou de cada situação para que nosso metabolismo seja mantido em equilíbrio.

A alimentação não é apenas importante na fase de crescimento. Na fase inicial da nossa vida temos necessidade maior de alimentos que são responsáveis pela “construção” do nosso organismo. Com o avançar da idade, porém, necessitamos manter o que foi construído, repondo as perdas naturais ou as decorrentes de processos agressores de nossa saúde (infecções, fraturas, etc.). Fica claro, portanto, que, embora em diferentes fases da vida, a alimentação continua sendo muito importante para a preservação da saúde.

Dietas muito restritivas, que tem como base a ingestão insuficiente de carboidratos e outros nutrientes, contribuem para a fadiga muscular, irritabilidade, cansaço mental e baixo rendimento no trabalho, comprometendo também, a saúde do individuo. Dessa forma, tendo como base a pirâmide alimentar brasileira, deve-se ingerir diariamente todos os grupos de alimentos, contendo carboidratos, proteínas, lipídeos, fibras, vitaminas e minerais, porém em quantidade equilibrada para que o excesso não venha favorecer o acumulo de gordura com o passar do tempo.

Para indivíduos que passam o dia no trabalho e necessitam se alimentar fora de casa é importante um cuidado redobrado para evitar jejuns prolongados. Dispor de lanches rápidos e práticos como barra de cereais, frutas, biscoitos sem recheio, sucos, castanhas e frutas secas facilita a periodicidade da alimentação contribuindo para a manutenção do equilíbrio metabólico.

Uma dieta rica em fibras combate e colabora no tratamento de diversas patologias como, por exemplo: obesidade, diabetes, hemorroidas, constipação intestinal, exercendo importante papel na proteção do aparelho digestivo. As fibras exercem efeito sobre o esvaziamento gástrico, motilidade e velocidade de trânsito intestinal. Como exemplo de alimentos ricos em fibras, temos os cereais e grãos integrais, frutas e hortaliças.

As vitaminas e os sais minerais são fundamentais nos processos metabólicos e promovem inúmeras reações essenciais ao nosso organismo, como por exemplo, o combate aos radicais livres. Frutas e verduras frescas são suas principais fontes e, desde que ingeridas rotineiramente, são suficientes para suprir as nossas necessidades. Complexos de vitaminas e minerais devem ser reservados para situações muito especiais.

O consumo de água deve ser contemplado com a mesma importância da alimentação, assim sendo, esta ingestão deve ser independente da sede, constante e rigorosa, totalizando um consumo individual de 2 a 3 litros de água por dia.

A atividade física é de imensa importância quando o assunto é saúde. Não mais falamos de nutrição adequada sem falarmos da atividade física sendo praticada pelo menos 3 vezes por semana. Deve ser priorizada uma atividade que dê prazer ao indivíduo, não deixando de lado as suas limitações para que juntamente com a saúde, ela traga o bem estar e o prazer de viver.

Denise Lima
Nutricionista
CRN 6 – 5952
Clinica Otomédica – Av. 13 de Maio, 1189 – Fortaleza, Ceará, Brasil
Fone. 55 85 3304 7486 / 3304 7485 / 330 47474

Salvar

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor digite o seu nome aqui