Saiba mais sobre o efeito das gorduras no organismo!

É impossível ter-se uma alimentação saudável com ausência de gorduras provenientes de diferentes alimentos pois são essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo, se consumidas nas proporções corretas. São bem toleradas e têm inúmeros efeitos benéficos. Mas, quando consumidas em excesso e sem controle os efeitos prejudiciais são muitos e rapidamente se fazem sentir no nosso estado de saúde

As gorduras são classificadas como saturadas, hidrogenadas (trans), monoinsaturadas e polinsaturadas, consoante o tipo de ácidos gordos de que são compostas.

Receita de Azeite Aromatizado com ErvasAzeite Aromatizado com Ervas

Tipos de gorduras boas que não aumentam os níveis de colesterol total sanguíneo, ajudam a baixar os níveis de colesterol LDL (ruim) no sangue:

  • Gorduras polinsaturadas (ômega 3 e ômega 6):

    Ômega-6 (encontrado em óleos vegetais) e o ômega-3 (encontrado em alguns peixes – cavala, arenque, truta e sardinha e óleos dos peixes) em alguns vegetais e na sementes de linhaça, girassol e gergelim (sésamo).

  • Gorduras monoinsaturadas:

    Encontradas em azeites de oliva, azeitonas, óleo de canola, amendoim, avelã, nozes, castanha de caju e abacate, margarinas feitas a partir de azeite e óleos de semente de colza.

  • Gordura Insaturada – Polinsaturada e Monoinsaturada:

    Efeitos
    Ajuda a reduzir o colesterol ruim e o triglicérido (tipo de gordura que, em níveis elevados, pode causar doenças coronarianas) e aumentar a pressão arterial.
    Consumo máximo 44 gramas por dia.

Tipos de gordura que aumentam os níveis de colesterol sanguíneo:

  • Gorduras saturadas:

    Devemos alertar que as gorduras de origem animal são as principais fontes de gorduras saturadas na dieta da maioria das pessoas. Gorduras vegetais como (coco e palma) e gorduras hidrogenadas fornecem quantidades menores de gorduras saturadas. É aconselhável escolher aves ou peixes e produtos lácteos sem gordura o que auxilia na redução da ingestão de gordura saturada e no risco de doenças cardíacas.
    Presentes em carnes, principalmente as gordurosas, leite integral e seus derivados, creme de leite, leite condensado, natas, bolos e bolachas, banha, coco, gordura de coco e azeite de dendê.
    Efeitos

    Aumenta o colesterol LDL  (colesterol ruim), que se deposita nas artérias, aumenta o risco de doença cardíaca. Quanto mais gordura saturada consumirmos na dieta, mais colesterol LDL haverá no corpo.
    Consumo máximo
    20 gramas por dia (dieta de 2000 calorias).

  • Gorduras trans (ácidos graxos transversos):

    Pesquisas também apontam que existe uma relação entre os ácidos graxos trans da dieta e as doenças cardíacas. No corpo, os ácidos graxos trans alteram o colesterol sanguíneo do mesmo modo que algumas gorduras saturadas: eles elevam o colesterol LDL (colesterol ruim).
    São ricas nesse tipo de gordura: as margarinas de tabletes, de consistência dura, gorduras industriais usadas em algumas fábricas na preparação de sorvetes, alguns chocolates não amargos, biscoitos recheados, cremes, molhos prontos, sobremesas cremosas e gordura hidrogenada utilizada para fritura.
    É recomendável a diminuição da ingestão de ácidos graxos trans para diminuir o colesterol sanguíneo.
    Efeitos:

    A gordura trans é muito mais prejudicial do que a saturada já que altera o metabolismo lipídico, elevando os níveis de colesterol LDL (o colesterol ruim) da mesma forma que uma dieta rica em gordura saturada, provocando aumento dos riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diminui o colesterol bom.
    Consumo máximo:
    2 gramas por dia.

Tipos de Gorduras e os Efeitos sobre o Organismo

Guloso e Saudável

Você também vai gostar de: